A atual situação do Rio Ipojuca foi tema de audiência pública na Câmara

por Thayna Leite Estagiária de Jornalismo(com supervisão de Catiane Damas) — publicado 08/05/2019 13h00, última modificação 09/05/2019 14h19

A revitalização do Rio Ipojuca é um tema que já foi abordado em diversas reuniões da Câmara Municipal de Caruaru e a preocupação com esse importante rio que banha diversas cidades, inclusive a capital do Agreste, foi o ponto levantado pelo vereador e presidente da casa, Lula Tôrres (PSDB), na audiência pública desta quarta-feira (08).


Para Lula Tôrres a intenção da audiência é expor para o Poder Executivo a importância de investir no movimento. “Nós estamos apresentando o projeto a prefeita Raquel Lyra, para que se possa criar esse conselho que vai agregar várias entidades, entre elas secretarias da Câmara. ”

Personalidades importantes como Daruka Costa- presidente do Partido Verde; o vereador Marcelo Gomes (PSB); Getúlio Pereira - Coordenador Técnico de Esgoto e representante da Compesa; e representantes de movimentos ambientais, entre eles João Cândido Jr – Presidente do Movimento Ecológico SOS Rio Ipojuca; e Adriana Gomes - Diretora de Educação Ambiental do SOS Rio Ipojuca estiverem presentes.

João Cândido relembrou os movimentos em prol do rio Ipojuca realizadas pelo Rotary clubes de Caruaru no ano de 2000 que, na ocasião, apresentou impactantes imagens do rio poluído. "Diante dos problemas que atingem o rio, nós decidimos criar o conselho do SOS Rio Ipojuca. Nosso papel é unir os recursos de todos os entes que respondem pelo rio. Compesa; prefeitura e Câmara, todos têm o mesmo propósito que é o de revitalizar o canal”, ressaltou.

 Getúlio Pereira, representante da Compesa, declarou apoio e afirmou que a empresa de saneamento está à disposição do movimento. “A preservação do rio Ipojuca é de grande importância e a Compesa está aberta a fazer as mudanças necessárias para que isso aconteça e para que o Rio volte a proporcionar momentos de lazer a população", afirmou Getúlio.

O vereador Marcelo Gomes (PSB, que já levantou a bandeira em prol do Ipojuca ao solicitar reuniões em favor da despoluição do rio, reforçou a necessidade de atenção ao canal. “Despoluir o nosso rio é uma prioridade para Caruaru, tendo em vista a degradação ambiental e a ameaça à saúde pública que ele representa. Por isso, a cidade precisa entender o SOS Rio Ipojuca para que possa dar à Compesa a sustentação social necessária para tocar as obras e serviços”, analisou.

A audiência pública tem o intuito de conscientizar a população sobre a importância do rio e alertar sobre os riscos dos elevados índices de poluentes oriundos de detritos industriais e domésticos que faz com que o rio Ipojuca seja o terceiro mais poluído do Brasil. O Movimento Ecológico SOS Rio Ipojuca tem como objetivo principal a elaboração e a realização de projetos voltados à recuperação e proteção do Rio Ipojuca, assim como a atuação - juntamente com o município de Caruaru e o Ministério Público - na fiscalização e combate à degradação do rio, que um dia serviu de lazer para famílias inteiras e foi cartão-postal da cidade.

Carlos Renan
Carlos Renan disse:
13/05/2019 12h33
Resumindo, mais uma reunião que não vai dar em nada. Existem problemas sérios como o despejo do esgoto no rio. Resta saber qual é esse projeto de forma mais detalhada, já que a matéria acima não trás.
Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.