Câmara comemora constituintes, Lei Orgânica e devolve diploma de vereadores cassados pela Ditadura Militar

por Victor Vargas — publicado 30/10/2013 23h00, última modificação 08/11/2018 13h42
O dia 30 de outubro de 2013 foi um dia especial para a Câmara Municipal de Caruaru...

O dia 30 de outubro de 2013 foi um dia especial para a Câmara Municipal de Caruaru. Dia de resgate e reconhecimento do pleno exercício da cidadania. Atendendo propositura do presidente do Poder Legislativo, vereador Leonardo Chaves (PSD), a Câmara Municipal realizou Sessão Solene Especial para destacar os 25 anos da Constituição Federal, 24 da Constituição Estadual e 23 de promulgação da Lei Orgânica, além de devolver o diploma aos vereadores cassados pela ditadura militar instalada no País em 1964 – e que se estendeu até 1985.

sessão solene 1

Foram distinguidos os parlamentares constituintes caruaruenses – federal, in memoriam – Fernando Lyra – estadual, in memoriam- José Liberato e João Lyra Filho e Adolfo José e Roberto Fontes e os vereadores Antônio Silva, Elias Soares, Genésio Guedes, Zeca, José Carlos Menezes, Maurício Freitas, Luiz Tabosa, Lula Tôrres, Severino Barbosa Leal – Nen, Sílvia Porto, Wellington Batista, José Ailton e Leonardo Chaves (presidente da Lei Orgânica). In memoriam também foram homenageados Clóvis Mendes, Hidelfonso Leite, Leandro Filho, Luiz Gonzaga, Plácido Cerqueira, Fernando Dias Lambreta e João Avelino Sobrinho.

 

sessão solene 3

Resgate histórico – Com a presença de representantes de partidos políticos, 

 

entidades estudantis, ONGs e a sociedade organizada de Caruaru, aconteceu a devolução dos diplomas dos vereadores cassados pela ditadura militar – in memoriam, Souza Pepeu (cassado em 21/01/1965) e Chico do Leite (também vice-prefeito, cassado em 21/12/1964) e o Professor Manoel Messias (cassado em 06/04/1964). “Não pode haver anistia para os torturadores e assassinos. Hoje a Câmara resgatou o seu próprio direito democrático”, comentou o ex-preso político torturado Manoel Messias. “Cumprimos a nossa obrigação e realizamos um evento de resgate democrático histórico”, frisou o presidente Leonardo Chaves.

Guanabara Comunicação/AscomCâmara

registrado em: