Comissão de Ética ouve vereador Jajá

por Victor Vargas — publicado 29/05/2014 00h00, última modificação 08/11/2018 13h44
A Comissão de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara Municipal de Caruaru, dando prosseguimento...

A Comissão de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara Municipal de Caruaru, dando prosseguimento às ouvidas dos dez vereadores envolvidos na Operação Ponto Final, se reuniu na manhã desta terça-feira (29), no Salão Nobre Vereador Leonardo Chaves, para ouvir o depoimento do vereador Jajá (sem partido).

Acompanhado dos advogados de defesa, o vereador se disse tranquilo, embora tenha criticado a forma como as apurações vêm sendo conduzidas: “Infelizmente a Comissão de Ética está ultrapassando os limites e agindo para o lado pessoal, levando possivelmente para uma cassação. Venho atuando de uma forma legitima e correta, é incrível a aceleração dos processos, mal acabou a ouvida e já tem notificação novamente”.

Para o relator da comissão, vereador Marcelo Gomes (PSB), os trabalhos estão seguindo dentro do planejado e acordado com a defesa. “A Comissão está dando continuidade normalmente às ouvidas, tudo conforme o Regimento. Precisamos fazer esse trabalho e não estamos fazendo pré-julgamento de ninguém, a gente precisa fazer esse tipo de trabalho até porque foi feita uma recomendação do Ministério Público, encaminhada a todos nós pela Mesa Diretora”, ressaltou o relator.

A Comissão de Ética e Decoro Parlamentar foi instalada no dia 14 de fevereiro, seguindo recomendação do Ministério Público, para apurar se houve quebra de decoro dos vereadores Louro do Juá (SDD), Eduardo Cantarelli (SDD), Sivaldo Oliveira (PP), Cecílio Pedro (PTB), Jajá (sem partido), Jadiel Nascimento (PROS), Val das Rendeiras (PROS), Neto (PMN), Evandro Silva (PMDB) e Val de Cachoeira Seca (DEM), citados na Operação Ponto Final e afastados do cargo, pela Justiça, em dezembro do ano passado. Dos dez, cinco retornaram à vereança na terça-feira passada (22): Louro do Juá, Eduardo Cantarelli, Sivaldo Oliveira, Cecílio Pedro e Jajá.

A Comissão, que é presidida pelo vereador Ricardo Liberato (PSC) e formada pelos vereadores Marcelo Gomes, Rozael do Divinópolis (do PROS, secretário), Demóstenes Veras (PROS) e José Ailton (PDT), já ouviu os vereadores Sivaldo Oliveira, Cecílio Pedro, Neto e Jajá. O próximo a ser ouvido será o vereador Val de Cachoeira Seca (DEM), às 9h desta quarta-feira, dia 30. Depois será a vez de Val das Rendeiras (PROS), no dia 02/05; Eduardo Cantarelli (SDD), no dia 05; Jadiel Nascimento (PROS), no dia 06; e Evandro Silva (PMDB), no dia 07, encerrando o processo das ouvidas.

Depois dessa etapa, a Comissão tem um prazo de 5 dias para encaminhar o relatório final para a presidência da Câmara, que decidirá então o encaminhamento final do processo.

Guanabara Comunicação/AscomCâmara

registrado em: